Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Notícias

BAIXADA SANTISTA – Carnaval 2011

Publicado em 28 de fevereiro de 2011

BAIXADA SANTISTA – CARNAVAL 2011

Independência do Casqueiro é campeã do Carnaval 2011 de Cubatão

Clique na foto abaixo e veja a matéria na íntegra

Carro Abre Alas da Independência - HeptaCampeá 2011

Imperador da Ilha é campeã do Carnaval em Guarujá
Com 177,5 pontos, a escola Imperador de Ilha levou o título de campeã no Carnaval de Guarujá.

Imperador da Ilha - Campeã do Guarujá - 2011

Com a mesma pontuação, a Renascer do Borel foi vice-campeã. O critério usado para o desempate foi o quesito harmonia. Como a escola teve um carro alegórico quebrado, foi punida em 0,5 pontos. Em terceiro ficou a São Miguel, com 176 pontos. Samba Guarujá ficou na quarta colocação, com 174,5.  Em quinto, ficou a Academia do Samba Vem que é Dez, com 124,5.

Desclassificação
A Meninos de Elite, primeira escola marcada para se apresentar, não compareceu ao sambódromo no horário marcado e acabou desclassificada pela Liga das Escolas de Samba da Cidade. A escola alegou problemas com carros e com o trânsito no município e não conseguiu chegar no horário determinado.

A prefeita de Cubatão Márcia Rosa sofre acidente no desfile das escolas de samba
Thiago Bastos
Empolgada pelo sucesso do desfile das escolas de samba de Cubatão, a prefeita Marcia Rosa exagerou no entusiasmo e sofreu uma queda após tropeçar em um cabo de televisão posicionado na lateral da passarela. O saldo do acidente foi uma luxação no tornozelo esquerdo. Marcia Rosa demorou cerca de 30 minutos para ser atendida por homens do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).


A prefeita de Cubatão com o tornozelo enfaixado


Após o atendimento, sempre apoiada em um assessor, a prefeita voltou para o camarote vip com o tornozelo esquerdo enfaixado e mostrou dificuldades para se locomover. Mesmo assim, fez questão de acenar para o público e celebrar a festa de Cubatão. “A cidade tem demonstrado para toda a região e o estado como se faz um belo carnaval. Estou bastante satisfeita”, disse.


A prefeita de Cubatão Márcia Rosa após o acidente


Em razão do incidente com a prefeita, a entrada da segunda escola de samba, que estava prevista para às 23 horas, sofreu um atraso de meia hora.

Desfile das escolas de samba atrai 30 mil pessoas em Cubatão

Cerca de 30 mil pessoas circularam na noite do último sábado, 5 de março, na Avenida Beira Mar e em seu entorno, no Casqueiro, atraídas pelo brilho das três agremiações locais que disputaram o título de Campeã do Carnaval, por ocasião do Desfile Oficial das Escolas de Samba.  A vencedora do ano passado, a Independência; a Nações Unidas e a Unidos do Morro foram todas bastante aplaudidas das arquibancadas, completamente lotadas. Luxo, criatividade ou samba no pé não constituíram, absolutamente, privilégio de nenhuma delas. Cada uma, a seu modo e restritas ao rol das mensagens que escolheram transmitir, mostrou a que veio. A Independência focalizou O Mundo Mágico dos Sonhos. A  Nações homenageou a uma civilização antiga com: Asteca, o Império do Sol. A Unidos ocupou-se do tema Do Ouro Azul à Existência da Vida, a água nossa essência divina.

De acordo com o secretário de Cultura e Turismo, Welington Borges, a novidade este ano foi a ampliação da capacidade das arquibancadas, que acomodaram 3.600 pessoas. O restante das três dezenas de milhares era uma estimativa de público que vinha sendo afirmada pela organização, segundo disse. Certamente, não houve exagero nessa avaliação, pois as pessoas aproveitaram o espaço fronteiriço como uma opção para beber e beliscar, haja vista a grande quantidade de barracas de comes e bebes por lá instaladas.

Desse modo, quem se deslocou para as imediações do sambódromo cubatense pôde apreciar o desfile por meio de quatro telões, que transmitiam as imagens do Carnaval feitas da VTV e difundidas para os municípios da região. Quanto à estrutura geral, envolvendo inclusive toda a configuração do espaço, Welington Borges destacou sobre a empresa responsável:  “A Sunshine tem produzido um carnaval muito bom”.

Seguindo o protocolo, o desfile foi aberto pela Corte Carnavalesca. O Rei Momo Manoel Rocha do Vale, o Rochinha, de 1,69 de altura e com 151 quilos, comandou a folia, seguido da Rainha do Carnaval, Rosângela da Costa Barreto, da Independência, e das princesas Gisele da Silva, do Bloco Tô Virado, e Evelyn Stefane Feitosa, da Independência. E igualmente poderosa, a ala gay do séqüito foi composta pela Rainha Gay Izadora Galvão e pelas princesas Mirella Souza, da Nações Unidas, e Kessilyn D’Vaynner. Cumprimentaram o público e as autoridades instaladas no palanque oficial. Compareceram a prefeita Marcia Rosa, secretários municipais e o vereador Francisco Leite da Silva, o Bigode (PP).

Nações – O azul e o branco (em meio a muitas outras cores) da Escola de Samba Nações Unidas ganhou a avenida com cerca de mil componentes divididos em 13 alas e três carros alegóricos. O samba enredo, dos compositores Sérgio Gomes, Duda Pagode, Jajá e Gordo dizia: “Na ambição dos espanhóis/Para alimentar sua ganância/Todo império se desmoronou/Com fogo da destruição/E o calendário terminou/No fim da era surge assim um novo tempo/ A esperança fruto do renascimento”. Tal idéia foi muito bem explorada, principalmente pelo terceiro carro alegórico. Ele trazia uma coroa (a espanhola), ladeada de duas serpentes de gigantescas presas, que se antepunha ao sol, símbolo dos astecas.

A pentacampeã do Concurso Oficial (tendo vencido em 1987, 1988, 1992 E 2004) mostrou que pode conquistar mais um título, com o esmero dos carnavalescos Célio Santos e Veronildo, além de toda garra dos seus componentes.

Vale dizer que a Nações foi fundada em 1978, na Vila Nova, onde vem desenvolvendo trabalho social e oferecendo cursos profissionalizantes, oficinas de arte e treinos esportivos, sendo sua quadra um ponto de referência do Bairro.

Unidos – Também de cunho crítico, a Unidos do Morro aproveitou a oportunidade para abordar a perspectiva da água, como bem finito. A Unidos foi encantando o público à medida que se aproximava o carro alegórico que ostentava o Deus das Águas, Netuno. E à frente dele, pares de componentes, um de azul e outro de preto, compunham-se, na bela coreografia do mestre Alexandre, para simbolizar, de um lado, a  água e, de outro, a poluição.  Foram palavras da letra dos compositores Amaral, Pitico, Paçoca e Juninho: “O homem comercializou sua ganância /Em outro transformou/Trazendo prejuízo à natureza/Empanando a beleza/Poluindo o rio e o mar/Lixos em nossos esgotos/Dejetos químicos também/Mineração/Que nos Riachos causa destruição/Vamos conservar, sabendo usar, não vai faltar.”

A comissão de carnaval (Carioca, Amélia e Magrão) conseguiu soluções interessantes, reunindo mitos que envolveram a criação da água, Iemanjá e Oxum, sem deixar de retratar num dos carros as chaminés industriais e os peixes mortos. Os 950 integrantes, em 12 alas e com três carros alegóricos, desfilaram com qualidade. No ano passado, conquistaram o vice-campeonato, e podem se sair muito bem.

Essa é a mais nova das agremiações, tendo sido criada em 1988. Trata-se de uma escola que, à maneira das cariocas mais tradicionais, formou-se nos morros como o próprio nome revela, tendo tido como berço a Cota 95.  Veio este ano com dois casais de mestre-sala e porta-bandeira.

Independência – A mais esperada da noite encerrou o desfile por volta das 2h30. O vermelho e o branco tingiram a passarela de forma mais numerosa que as escolas antecedentes. Cerca de 1.500 componentes, em 14 alas, e com quatro carros alegóricos, e dois casais de mestre-sala e porta-bandeira empenharam-se em levar com muita graça um tema leve. A Independência, diferentemente de suas concorrentes, não enveredou por temáticas distantes. Optou por focalizar a matéria-prima do carnaval. Ateve-se à convencional concepção da festa, àquilo que liga os dias de folia à idéia de ilusão.

O enredo O Mundo Mágico dos Sonhos, de Wagner Pontual, Joel Marquinho Maluko, Edu, Junior, Campeão e Alexandre do Cavaco, diz em seus primeiros versos: “Nos braços envolventes de Morfeu/O imaginário toma seu lugar/Felicidade, um sonho eu sonhei/ Alegria delirante que está no ar/Crianças como nós, princesas e heróis (…)”. Mas foi o refrão, bem marcado e num ritmo contagiante, que fez as arquibancadas cantarem.

A Escola nasceu em 1976, a partir de um grupo de integrantes do Bloco dos malucos do Casqueiro. Coleciona conquistas, foi campeã em Cubatão, de 1977 a 1983 e novamente de 2005 a 2010, além de conquistar o campeonato do Carnaval metropolitano de 2006.

Apuração – A apuração do desfile está marcada para esta segunda-feira, 7 de março, a partir das 15 horas, com resultados previstos para as 18 horas, no Castelão, na Rua Embaixador Pedro de Toledo, 365, Centro.

Banho da Doroti – Cubatão – 27/02/2011 – Clique na imagem e veja as fotos do evento






Homenagem a nossa querida Monal





Carnaval 2011: desfiles das escolas de samba no litoral de SP

Os foliões que decidirem passar o carnaval na Baixada Santista, em São Paulo, poderão assistir desfiles de escolas de samba em diversas cidades da região. Em Santos, a Passarela do Samba Dráusio da Cruz, montada na zona noroeste, vai receber 14 agremiações em três dias de desfiles, a partir de sábado. No Guarujá, os desfiles acontecem sábado e domingo, em Vicente de Carvalho, e em São Vicente o único dia de desfile será sexta-feira, na orla da Praia do Itararé.
Inaugurado hoje, o complexo carnavalesco santista tem 10.350 lugares nas arquibancadas, 2.440 em camarotes, estacionamento para 200 veículos, 13 lanchonetes, 52 sanitários masculinos, 50 femininos e quatro adaptados para deficientes. O desfile começa às 22 horas de sábado, com as quatro escolas do grupo de acesso, mas os portões serão abertos sempre às 20 horas. As dez escolas do grupo especial desfilam domingo e segunda-feira, cinco delas em cada dia. Os ingressos custam R$ 10 e R$ 5 (com a doação de um quilo de alimento não perecível – exceto sal e açúcar) e são vendidos antecipadamente, das 9 horas às 19 horas, na bilheteria do Teatro Municipal Braz Cubas (Informações: 0xx13 3226-8000).

No Guarujá, os quatro blocos do grupo de acesso desfilam no sábado e as seis escolas de samba do grupo especial entram na avenida domingo, na passarela do samba montada na Av. Santos Dumont, na altura da empresa Localfrio. Já a Mocidade Amazonense, a mais tradicional escola de samba da cidade, disputa o carnaval santista e por isso desfila no Guarujá apenas na apoteose, terça-feira, junto com as campeãs. A entrada é franca, porém a prefeitura vai recolher alimentos para o Fundo Social de Solidariedade dos foliões que desejarem colaborar.
Na praia do Itararé, em São Vicente, o acesso às arquibancadas com seis mil lugares montada na Av. Ayrton Senna também é gratuito. As sete agremiações que disputam o carnaval vicentino desfilam a partir das 20 horas da sexta-feira. As três primeiras escolas a entrarem na avenida são do grupo de acesso e têm entre 35 a 50 minutos para realizar o desfile. Já o grupo especial terá de 50 a 60 minutos para buscar a vitória neste ano.

Família
Apelidado de “Carnaval da Família”, a folia de Praia Grande terá 14 escolas de samba desfilando na Passarela do Samba João Apolônio, montada no Complexo Esportivo e Cultural Leopoldo Estásio Vanderlinde, ao lado do Terminal Rodoviário Tude Bastos, no bairro Sítio do Campo. Os desfiles acontecem segunda-feira, a partir das 19h30, e terça-feira, a partir das 21 horas, e têm entrada gratuita.

Em Cubatão, a expectativa é de que mais de 30 mil pessoas assistam ao desfile das quatro escolas de samba da cidade no sábado. O evento será na Av. Beira Mar, no Jardim Casqueiro. Cada agremiação deverá desfilar em até 50 minutos com pelo menos 600 integrantes.
Já Mongaguá promete animar o carnaval dos cerca de 100 mil visitantes que a cidade deverá receber nesse feriado. Os desfiles das sete agremiações acontecem sábado e domingo, a partir das 22 horas. O público poderá prestigiar os carnavalescos da arquibancada montada na Avenida Dudu Samba, no centro da cidade, que terá três mil lugares e acesso gratuito.

Desfile das Escolas de Samba terá atendimento especial do Transporte Público

Ônibus extras vão transportar os usuários dos bairros diretamente para o Jardim Casqueiro, local da Passarela do Samba

O Desfile das Escolas de Samba de Cubatão, que será realizado no próximo sábado, dia 5, a partir das 20 horas, na Avenida Beira-Mar, no Jardim Casqueiro, terá atendimento especial do Transporte Coletivo, para que os foliões possam aproveitar e se divertir no carnaval da Cidade.

De acordo com o superintendente da Companhia Municipal de Trânsito, Marco Fernando da Cruz, “linhas especiais levarão os munícipes dos bairros diretamente ao Jardim Casqueiro, a partir das 19 horas”. Todas as linhas terão veículos com atendimento ao Desfile das Escolas de Samba, durante todo o evento.
Ao término do Desfile das Escolas de Samba, as vans do Transporte Alternativo estarão concentradas na Rua Espanha, próximo a Avenida Brasil. Já os veículos do Transporte Coletivo estarão concentrados na Rua Portugal, próximo também a Avenida Brasil para fazer o transporte dos foliões para o Centro e Bairros de Cubatão.

Confira a ordem do desfile das escolas de samba de Santos
A sequência de agremiações na avenida em 2011 foi estabelecida conforme a classificação das escolas no último Carnaval. O desfile acontecerá nos dias 5, 6 e 7 de março, na Passarela do Samba Dráusio da Cruz, na Zona Noroeste. O primeiro dia será reservado ao grupo de acesso, na seguinte ordem: Metropolitana, Camisa Alvinegra, Zona Noroeste, Real Mocidade Santista e Brasil.
No dia 6 começa a apresentação do grupo especial, com a Mocidade Dependente do Samba, seguida da Império da Vila, Bandeirantes do Saboó, Amazonense e União Imperial. Já no último dia, apresentam-se Vila Mathias, Unidos dos Morros, Sangue Jovem, Padre Paulo e X-9.

Em 2011, as escolas de samba de Santos vão desfilar nos dias 5, 6 e 7 de março. Ao todo, serão 15 escolas na avenida em busca do título.

Confira a ordem:

Sábado, 05 de março:
1ª  Metropolitana
2ª  Camisa Alvinegra
3ª  Zona Noroeste
4ª  Real Mocidade Santista
5ª  Brasil

Domingo, 06 de março:
1ª  Dependente do Samba
2ª  Império da Vila
3ª  Bandeirantes do Saboó
4ª  Amazonense
5ª  União Imperial

Segunda feira, 07 de março:
1ª  Vila Mathias
2ª  Unidos dos Morros
3ª  Sangue Jovem
4ª  Padre Paulo
5ª  X-9

Toninho Silva é homenageado na Banda Sangue Jovem – 24/02/2011

Clique neste link e confira programação das bandas e blocos de São Vicente

Rainha Gay – 19/02/2011 – Cubatão/SP

Banho Dona Dora – 20/02/2011 – Cubatão/SP

Barracão – GRCES INDEPENDÊNCIA – Cubatão/SP

Barracão – X-9 – Santos/SP


VOLTAR

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar!


Faça um comentário

Campos com (*) são obrigatórios

Seus dados
Comentário

Copyright © 2010 - quintaldosamba.com - todos os direitos reservados